Nota de Esclarecimento

No domingo, dia 19 de abril, a FUNDARTE emitiu uma nota de repúdio a um ato violento sofrido pela professora da Fundação, Nina Picoli, em Porto Alegre. Ela foi covardemente agredida por dois homens enquanto fotografava uma manifestação nas ruas da capital que pedia a intervenção militar e fim da quarentena.
O fato ganhou repercussão e as imagens percorreram o Brasil. Os agressores foram identificados e indiciados.
No final da semana passada o nome da FUNDARTE e da Nina foram erroneamente envolvidos em um post do Facebook que afirmava que a professora da FUNDARTE se tratava de uma  mulher nua que estava enrolada na bandeira nacional, fazendo uma performance, em frente a uma igreja, perto de onde a manifestação acontecia.
A FUNDARTE vem a público mais uma vez afirmar que a professora da Fundação não era a mulher nua que estava fazendo a performance. Nina, cidadã, artista e mulher estava apenas fotografando a manifestação quando foi agredida.
A FUNDARTE tem um trabalho de 46 anos em prol da arte, educação e cultura e se viu atacada nesta semana por cidadãos que propagaram afirmações caluniosas referente a instituição e a professora.
Lamentamos profundamente o ocorrido e reafirmamos nosso repúdio a atos violentos que agridem a cidadania.