banner-portal-transparencia 180x100

Corpo Docente

PROFESSORES DA FUNDARTE


ARTES VISUAIS


Jéssica R. Pinheiro

Especialização em Estudos Culturais nos Currículos Escolares Contemporâneos da Educação Básica pelo PPGEDU/UFRGS; e em  Metodologia do Ensino das Artes pelo Centro Universitário Internacional/UNINTER. Licenciada em Artes Visuais pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul/UERGS. Atualmente atua como docente no Curso Básico de Artes Visuais da FUNDARTE.

Patriciane Born

Mestre em Educação pelo PPGEDU/UFRGS. Especialista em Pedagogia da Arte/PPGEDU/UFRGS, Licenciada em Artes Visuais, pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul/UERGS. Atua como docente no Curso de Artes Visuais da FUNDARTE.

 

DANÇA

Augusta Dreher Nabinger

Especialisação em Psicopedagogia Educacional pela Universidade Luterana do Brasil – ULBRA, onde pesquisou a influência da dança no desenvolvimento motor da criança com síndrome de down. Licenciada em Dança, pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – UERGS, com o tema de conclusão “Dança com crianças de 3 anos: criatividade e desenvolvimento de habilidades expressivas na sensibilização para o ballet”. É formada pelo Curso Básico de Dança da FUNDARTE e teve como mestres os professores Débora Brandt Alencastro, Itiberê Alencastro, Sílvia da Silva Lopes e Suzana Schoellkopf. Participou de diversos espetáculos da instituição, onde fez parte do Grupo de Dança da FUNDARTE representando a Fundação em festivais e concursos de dança em todo o estado. Atualmente é professora de ballet clássico na Fundação Municipal de Artes de Montenegro - FUNDARTE, bem como organiza, juntamente com o grupo de professores de dança da FUNDARTE, os espetáculos de Ballet.

 

Débora Brandt Alencastro

Especialização em Dança pela Pontifícia Universidade Católica-PUC/RS, com a pesquisa sobre "A influência do ballet clássico na lateralidade e direcionalidade na criança em fase pré-escolar". Graduada pelo Curso Superior de Tecnologia em Dança/ULBRA, com a pesquisa feita no Trabalho de Conclusão "O Ballet Clássico como auxílio no desenvolvimento da criança contemporânea em fase pré-escolar". Foi aluna do Curso Básico de Dança da FUNDARTE e teve também como mestres a professora Cecília Bazzotti, Vitória Milanez, Simone Geremia, Simone Togni , Augusto Geremia. Participou do Palco e Cia Danceworks, com a direção de Gisele Meinhardth, onde recebeu o Prêmio Açorianos de melhor Espetáculo de Dança/Ballet clássico em 2000. Participou de alguns concursos com a parceria de Itiberê Alencastro, sendo que conquistou em 2002 a pontuação máxima em Pas de Deux Clássico no Festival Internacional de Danças da Amazônia. Participou de vários espetáculos como Ruas & Passarelas, Construção, Meu Pequeno grande Mundo, Desencanto, Por você, entre outros. Atualmente é coordenadora do Curso de Dança da FUNDARTE, professora de dança na Fundação Municipal de Artes de Montenegro-FUNDARTE, onde coordena o Grupo de Dança e organiza, juntamente com o grupo de professores da instituição, os espetáculos anuais de dança.

 

Itiberê Alencastro

licenciado em Dança, pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul/UERGS. Iniciou seus estudos de dança na Escola de Ballet Maria Júlia da Rocha, em Porto Alegre. Frequentou o Curso de Danças Clássicas da Fundação Teatro Guaíra, em Curitiba, com direção de Carla Reinecke Tavares. Neste período atuou como bailarino no Corpo de Baile oficial do Ballet Teatro Guaíra, sob direção de Carlos Trincheiras (Portugal). Atualmente é bailarino, fotógrafo,  professor do Curso Básico de Dança da FUNDARTE e Coordenador do Grupo Experimental de Dança da FUNDARTE.

 

Patrick Aozani Moraes

Especialização em Educação Musical e Licenciado em Dança pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – UERGS. Formado em Ballet Clássico pela Fundação Municipal de Artes de Montenegro – FUNDARTE, onde atualmente é professor.É professor, pesquisador, bailarino e coreógrafo. Atua como bailarino na "Malma" Cia de Dança" de Novo Hamburgo. Bailarino fundador do grupo “Singulativo Artístico”, o qual se destina a desenvolver pesquisas performativas em dança. Participou de diversos congressos e seminários de formação de bailarinos e professores de dança. Em 2013 começou a desenvolver um trabalho solo sob orientação da profº Drª Cibele Sastre.

 

Suzana Schoellkopf

Especialização em Orientação Educacional, Supervisão e Gestão Escolar na UNINTER. Licencia da em Dança pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul-UERGS e. Em, 2014.. Diretora, coreógrafa e intérprete-criadora da Troupe Xipô desde sua fundação – 2008. Participou de workshops, congressos e seminários nacionais e internacionais na área de teatro e dança em suas vertentes, no intuito de apreender novas técnicas e buscar a renovação de conceitos e vivências. Estas experiências foram ministradas por personalidades do meio artístico como: Nestor Monastério, José Possi Neto, Luis Alberto Abreu, Renato Ferracini, Cristine Brunnel, Márcia Milhazes, Sandro Borelli, Ivaldo Bertazzo, Gennadi Bogda Provocandonov, Débora Calmar, Ana Wolf, entre outros. Bailarina fundadora do grupo Terpsí Teatro de Dança – POA- RS. Com este, participou de eventos como Carlton Dance Festival (1990)- BR, 1º Porto Alegre em Buenos Aires (1996), Fiesta Nacional de La Danza (1991) – ARG, entre outros. Foi dirigida em obras de dança, teatro e cinema por nomes como Carlota Albuquerque, Dilmar Messias, Denise Barella, Ronald Raddee, Renato Falcão. Com a peça “Os Saltimbancos”, conquistou em 1998 o Prêmio Tibicuera de Melhor Atriz Coadjuvante. Profª Ministrante do 24º Seminário Nacional de Arte e Educação. Atualmente é professora do Curso Básico de Dança da FUNDARTE (Fundação Municipal de Artes de Montenegro)

 

MÚSICA


Adriano Persch

Especialização em Educação a Distância pela Unidade do SENAC/Educação a Distância; Licenciado em Música, pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul-UERGS, tendo como instrumento principal o Acordeom. É professor de Acordeom no curso Básico na Fundação Municipal de Artes de Montenegro/FUNDARTE, atuando como professor assistente de Música Popular do Brasil na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. É coordenador e integrante do grupo instrumental Quinteto Persch.

Bruno Felix

Especialização em Educação Musical, pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul-UERGS e em Ensino de Arte, pela Universidade Cidade de São Paulo. Bacharel em Música – Habilitação em Piano, pelo Núcleo de Música da Universidade Cruzeiro do Sul, onde estudou com bolsa de estudos por mérito acadêmico. Formado em Piano, pela Escola Municipal de Música – Departamento do Theatro Municipal de São Paulo, e em Teclado, pelo Conservatório Musical In'Concert. Atualmente é acadêmico dos cursos de Mestrado Profissional em Educação e Graduação em Música: Licenciatura, da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul; além de desenvolver pesquisas na área de Educação, Educação Musical, Psicologia da Aprendizagem e Políticas Educacionais. É membro dos grupos de pesquisa “Educação Musical: diferentes tempos e espaços” (CNPq/UERGS) e “Formação de Professores da Educação Básica: Linguagens e Artes em Contextos Educacionais” (CNPq/UERGS). Tem experiência na área de artes com ênfase em música/ensino/educação e interpretação. Atualmente é professor de Teclado no Curso Básico na Fundação Municipal de Artes de Montenegro- FUNDARTE.


Eduardo Vagner Soares Pastorini

Doutor e Mestre no Programa de Pós-Graduação em Música da UFRGS, na área de Práticas Interpretativas (violão), onde concluiu sua dissertação de mestrado sobre o processo de leitura à primeira vista no violão; Bacharel em Música (ênfase em violão) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Atua na docência do instrumento desde 1998. É professor de violão no curso Básico da Fundação Municipal de Artes de Montenegro-FUNDARTE. Paralelamente mantém atividades artísticas ligadas à performance de repertório solo e camerístico do violão.

 

 Cynthia Barcelos

 Bacharel em Música com habilitação em canto pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, sob orientação da professora Luciana Kiefer. Participou de seu primeiro festival internacional de música nativista, como intérprete solista vocal, aos 10 nos, sendo agraciada com vários prêmios desde então. Aos 15 anos de idade ingressou no Coro Sinfônico da OSPA, em 2005, participando de obras como "Carmina Burana" de Carl Orff, "Réquiem" de Verdi e "9ª Sinfonia" de Beethoven, entre outras. Começou seus estudos com o professor Decápolis de Andrade e iniciou sua carreira como solista em 2006, com a obra "Serenate to Music" de Vaughan Williams, executada pela OSPA. No mesmo ano foi solista da Orquestra jovem da OSPA, sob regência do Maestro Túlio Belardi em uma turnê pelo estado, cantando também no Festival de Cinema de Gramado. Desde 2008 compõe o "Duo Cantilena", com o violonista clássico Thiago Kreutz. Já esteve sob a regência do Maestro Manfredo Schimiedt e em 2008 atuou como solista da obra "Fantasia Coral" de Beethoven, sob a regência do Maestro Isaac Karabtchevsky. Atualmente é professora de Canto e técnica Vocal, nos coros Criarte e Cantarte na ~Fundação Municipal de Artes de Montenegro- FUNDARTE.

 

Diego Herencio

Especialização em Educação Musical e Licenciado em Música pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – UERGS. cursa o Mestrado Profissional em Educação, na mesma instituição.. Na cidade de Taquari - RS é Professor de Música na Escola Mérito, professor de música no Lar São José e Maestro da orquestra Jovem do Projeto FORMARE na empresa DURATEX. Músico profissional com uma consolidada carreira ao lado de artistas como Wilson Paim, Pirisca Greco, Teixeirinha Filho, Ricardo Porto e Toninho Horta, além de grupo como Fênix, The Trio e Porto Jazz dentre outros. Arranjador e produtor musical. Hoje tem o foco principalmente voltado para educação musical. Atualmente é professor de contrabaixo e Coordenador do Grupo de Jazz na Fundação de Artes de Montenegro – FUNDARTE.

 

Fernanda Anders

Mestre em Educação pelo PPGEDU/FACED/UFRGS. Especialista em Psicomotricidade Relacional pelo Instituto La Salle, Licenciada em Educação Artística, Habilitação: Música/UFRGS, tendo como instrumento principal a Flauta Doce. Atualmente é Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Maria-UFSM. É professora de Flauta Doce na Fundação Municipal de Artes de Montenegro/FUNDARTE, professora auxiliar de flauta doce, na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul/UERGS. É professora de Educação Musical no Ensino Fundamental I do Colégio Espírito Santo- Canoas e Regente da Orquestra Infanto-Juvenil. Atua também como professora de Flauta Doce do Centro Inclusivo de Artes Legato - Canoas.

Heine Wentz

Bacharel em Música, com habilitação em Violino, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul/UFRGS. Atualmente é Professor de violino na Fundação Municipal de Artes de Montenegro-FUNDARTE.


Karin Lorenz

Mestre em Pedagogia do Violino, pela Texas Tech University (Lubbock, TX), onde estudou violino com Annie Chalex-Boyle e foi bolsista-assistente por dois anos no projeto social desta universidade para o ensino coletivo de cordas, sob a orientação do professor Bruce Wood. licenciada em Música pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS, sendo aluna de violino das classes de Hella Frank e Fredi Gerling..
No método Suzuki, possui certificados de teacher-training promovidos pela SAA (Suzuki Association of the Americas) em todos os dez livros do método para violino. Teve o primeiro contato com o violino na Fundação Municipal de Artes de Montenegro - Fundarte (Montenegro, RS), aos seis anos de idade. Anos mais tarde, retomou o estudo de violino pelo método Suzuki com Irving Feldens na então Escola Evangélica Ivoti (Ivoti, RS) em 1995, paralelamente ao curso de magistério. Desde então, tem participado de encontros e festivais de música para jovens instrumentistas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Alagoas, Brasília-DF, Chile e Estados Unidos, como aluna ou como docente. Além de aulas individuais e coletivas de violino, sua experiência pedagógica inclui a atuação como professora de música nas séries iniciais. Atualmente é professora de violino na Fundação Municipal de Artes de Montenegro- FUNDARTE, onde atuou também como professora de teoria musical e regente de grupos instrumentais do Curso Básico. É Coordenadora da Camerata  e do Grupo Cordas da FUNDARTE.

 

Josemir Valverde

Doutor e Mestre em Música pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Graduado em Composição e Regência pela Universidade Federal da Bahia (2004). Atuou como professor de história da música no Instituto de Teologia da Faculdade Social da Bahia (2003-2005), professor de violoncelo e regente no Instituto Sonarte – RS (2012-2015). Foi também professor do Instituto Superior de Educação Ivoti (2013-2014), onde ministrou as disciplinas Linguagem e Estruturação Musical III e IV, Educação Musical em Espaços não Escolares, Percussão e Seminário de Aprofundamento I e II. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Composição Musical, atuando principalmente nos seguintes temas: composição musical e arranjo, instrumentação e orquestração, linguagem e estruturação musical, análise musical e música do século XX, história da música, metodologia cientifica. Atualmente é professor de violoncelo e de Teoria Musical na Fundação Municipal de Artes-FUNDARTE

 

Luciano Rhoden

Licenciado em Música pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul/UERGS, tendo como instrumento principal o acordeom.  Técnólogo no Curso de Qualificação profissional em Instrumento Musical (acordeom) na FUNDARTE. Atua como acordeonista em vários grupos de danças folclóricas e participou da gravação de vários Cds, entre eles: "Vem Namorar"- Os Gaúchos – 1997; "Campeiro por Demais"- Gaudérios do Vale – 1999;"Aos meus Amigos" – Adalberto Teixeira da Silva Filho –2000; Alisson & Allan – 2000; Banda Hoppus – 2001; "Momentos"- Musical Bom de Baile – 200; "Volume 7"- Musical Amazônia – 2001; "Ação Comunitária Vol. 1"- FUNDARTE – 2001;"A Emoção de ser Gaúcho"- Coletânea Gaúcha da Rádio Emoção FM- 2002;Festival "Escaramuça da Canção Gaudéria" – 2002; Festival "Cante e Encante seu CTG" – 2002; "Ação Comunitária Vol. 2"- FUNDARTE – 2002; "Saudades desse Amor"- Garotos do Baile – 2003;"Bate Coxa"- Musical Trânsito Livre – 2003; "Por um Mundo Melhor"- Ateliê Livre Municipal de Novo Hamburgo – 2003; "Sonho Perdido" Jair Marques e Marcelo – 2003; "Volume 8" Banda Amazônia – 2003;Coral Vale dos Vinhedos – 2004; "Amor do Passado" Banda Estrela Show – 2004; "Desejo" Volume 13 Miramar Show – 2004; "A Vocês de Coração" Banda Super Produção – 2005; "Volume 14" Miramar Show – 2005; "Alles Tchê" Mauro Harff – 2005;"Volume 2" Banda Garotos do Baile – 2005; Festival Sepé Tiaraju e o povo Guarani – 2006; "Volume 1" Banda Rota do Som – 2006. É professor de acordeom na Fundação Municipal de Artes de Montenegro-FUNDARTE, atuando como docente em acordeom. Coordenador do Coro Saber Viver formado por senhoras da terceira idade e de Bandas Marciais em Escolas Municipais de Projetos Sociais  de leis de Incentivo a Cultura, promovidos pela FUNDARTE. Membro do grupo instrumental Quinteto Persch até 2018.

 

Luis Renato Batista

Professor e Instrumentista (TROMPETE). Licenciado em Música pelo IPA. Atuou como instrumentista em diversas Orquestras e Bandas, entre elas: Orquestra IPA, Orquestra Unisinos, Banda Sinfônica de Porto Alegre, Orquestra Theatro São Pedro, Orquestra Nó na Madeira, Coral IPA, Meninos Cantores de Porto Alegre, Bebeto Alves, Nei Lisboa, Hique Gomes, Luiz Carlos Borges, Armandinho, Izmália, Ana Lonardi, Produto Nacional, Chimarruts, Solon Fishbone, entre outros. Professor na Casa da Música de Porto Alegre e FASC. Atividades Profissionais atuais:  Prefeitura Municipal de Porto Alegre; Músico Instrumentista da Banda Sinfônica Municipal de Porto Alegre; Professor de Trompete na Casa de Música de Porto Alegre; Músico Instrumentista das Bandas: Produto Nacional e Armandinho; Diretor Artístico da Banda Sinfônica Municipal de Porto Alegre; Produtor e Arranjador Musical. Atualmente é Professor de Sopros na Fundação Municipal de Artes de Montenegro-FUNDARTE.

 

Marcelo Bruno

Especialista em Música pela Rotterdams Conservatorium (Holanda) e Bacharel em Música, com habilitação em Clarinete, pela universidade Federal do Rio Grande do Sul/UFRGS. Professor de clarinete e saxofone da Fundação Municipal de Artes de Montenegro- FUNDARTE, regente da Orquestra de Sopros da FUNDARTE. Coordenador da Orquestra de Sopros Eintracht, clarinetista da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre/OSPA.

 

Marcelo Ohlweiler

Especialização em Gestão Cultural –SESC, Licenciado em Música pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul-UERGS, com ênfase em violão, realizou Curso de Extensão em Guitarra Birminghan Academy of  Music Inglaterra. Técnico em Educação Musical pela Fundação Municipal de Artes de Montenegro-Fundarte. Produziu e gravou CDs: Esfera (Insite) Engrenagens (Insite) e Paisagens (solo). Atualmente é professor de guitarra na Fundação Municipal de Artes de Montenegro- FUNDARTE.

 

Matheus Kleber

Graduado em Música, com Habilitação em Composição Musical, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS. Atualmente cursa o Mestrado em Música na UNICAMP. Começou seus estudos musicais na FUNDARTE, aos 7 anos de idade. Posteriormente, em 2006, radicou-se em Porto Alegre, onde graduou-se em composição pela UFRGS. Juntamente com o músico Pedro Franco, lançou seu primeiro CD com composições próprias, o trabalho que recebe o título de IDA teve 5 indicações para o prêmio açorianos. Além do duo com Pedrinho, integra o grupo Xquinas, que em 2008 lançou o DVD Xquinando na Travessa Azevedo 79. Ainda no âmbito da música instrumental, atua ao lado de músicos consagrados da música gaúcha como Marcello Caminha, e na Trinca, projeto desenvolvido juntamente com os músicos Angelo Primon e Marcelo Corsetti.

Matheus é um dos músicos mais requisitados para gravações no Rio Grande do Sul, e já dividiu o palco com nomes importantes do cenário musical, entre eles: Arrigo Barnabé, Ana Prada, Andréa Cavalheiro, Richard Serraria, Gelson Oliveira, Nelson Coelho de Castro, Mônica Tomasi, Neto e Ernesto Fagundes, Victor Hugo, Daniel Torres, Adriana Defentti, Filipe Catto, Geraldo Flach, Quinteto Perch, Orquestra Eintrach, Orquestra da UNISINOS e Orquestra de Câmara do Theatro São Pedro.

Atualmente, além de suas atividades como músico, é professor de piano e coordena o  Conjunto Instrumental e o Grupo de Choro na FUNDARTE.

 

Rodrigo Endres kochenborger: 

Especialização em Educação Musical, pela CENSUPEG. Bacharel em Música, com Habilitação em Regência Coral pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.. Coordena as oficinas terapêuticas do projeto "Maluco in Concert" de Lajeado, que recebeu o "Prêmio Gestor Público 2013" e  6º Lugar na IV Mostra SUS de Atenção Básica em Brasilia. Participou respectivamente de festivais internacionais de folclore na Russia e Romênia em 2012 e 2013 . Já regeu os coros municipais de Pareci Novo, Maratá e Harmonia, e os corais Vozes de Montenegro  e o Coral de Santos Reis. Atuou também como professor de acordeon, do projeto Orquestra Brasileira de Porto Alegre patrocinado pela Tim, e no Programa de Apoio a meninos e meninas em situação de rua ‘Proame” em São Leopoldo.  Atualmente é professor de Teoria Musical e  Regente do Coro Cantarte e Coro Criarte na Fundação Municipal de Artes de Montenegro- FUNDARTE.

 

Rosimari de Souza Oliveira

Especialização em Canto pelo Conservatório Superior de Música de Barcelona/Es. Bacharel em Música com habilitação em Canto pela Universidade Federal de Santa Maria/UFSM. Como cantora tem participado de vários concertos com Orquestras como a SESI/FUNDARTE, OSPA, Unisinos, São Pedro em vários Municípios do Estado e do País e no exterior. Estreou na ópera Der Freischütz de Weber no papel de Agathe em Valladolid/Es. Atualmente é professora de Canto na Fundação Municipal de Artes de Montenegro-FUNDARTE.

 

Ranielly Boff Schaffer

Especialização em Educação Musical e Licenciado em Música, com ênfase em piano, pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, UERGS. Durante sua formação atuou como pesquisador através de investigações subsidiadas pelo CNPq, FAPERGS e também foi bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência (PIBID). Faz parte do "Grupo de Pesquisa em Educação Musical diferentes tempos e espaços" coordenado pela Profª Dra. Cristina Rolim Wolffenbüttel. Durante sua participação em eventos foi premiado como destaque em três eventos científicos, o XIII Salão de Iniciação Científica da PUC, o VI Salão de Extensão da UNIVATES e o III Encontro Latino-americano de Educação, nos quais apresentou trabalho no formato de Comunicação Oral. Trabalha atualmente como professor particular de piano, pianista acompanhador e professor de piano na Fundação Municipal de Artes de Montenegro (FUNDARTE), além de, atuar como professor de Artes/Música da Rede Municipal de Educação Básica de Montenegro.

 

Sandra Rhoden

Mestre em Educação pelo PPGEDU-Universidade Federal do Rio Grande do Sul- UFRGS. Licenciada em Música, com ênfase em Piano e em Artes Visuais pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul-UERGS. Tem experiência na área das Artes, com ênfase em Educação Musical e Artes Visuais, atuando principalmente nos seguintes temas: musicalização infantil, educação infantil, iniciação às artes, pedagogia do piano e formação de professores. Desde 2013 é coordenadora do Polo FUNDARTE Arte na Escola. É professora de Música na Fundação Municipal de artes de Montenegro- FUNDARTE.


Thiago Kreutz

Mestre em Música no Programa de Pós-Graduação em Música da Universidade Federal de Goiás-UFG, em Goiânia, sob orientação do prof. Dr. Eduardo Meirinhos. Bacharel em Música pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com Habilitação em Violão, onde formou-se na classe do prof. Paulo Inda. Foi um dos vencedores do concurso Jovens Solistas da Orquestra De Câmara da FUNDARTE em 2011. Dedica-se especialmente à música de concerto, atua como solista e músico de câmara. Entre suas atividades em música de câmara destacam-se os duos com a soprano Cynthia Barcelos e o violinista Kauê Trojan. Atualmente é Professor de Violão e Coordenador da Camerata de Violões, na Fundação Municipal de Artes de Montenegro-FUNDARTE.

 

TEATRO

Janaina Kremer

Atriz e professora de teatro. Mestre em Educação pelo PPGEDU/FACED/UFRGS, com a pesquisa na área de atuação teatral. Licenciada em Teatro pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul/UERGS. Iniciou sua formação no TEPA e fez cursos de aperfeiçoamento com Maria Helena Lopes, Maria Lucia Raymundo, Thomas Leabheart, Vladimir Granov, Gennadi Bogdanov, Jeremy James, Ricardo Pucceti, Ana Elvira Wuo, Georgete Fadel, entre outros. Participou, durante um ano, do Grupo de Prática Sobre o Tarbalho do Ator, coordenado por Tatiana Cardoso. Dentre os espetáculos teatrais nos quais atuou destacam-se: Vladimir e Estragon, Tragikós, Ensaio, Álbum do desejo - todos sob a direção de Marco Fronchetti. No cinema atuou em filmes de Jorge Furtado - Saneamento Básico, o filme, Houve Uma Vez Dois Verões, O Sanduiche; de Beto Brant - Cão sem Dono; de Carlos Gerbase - Sal de Prata e Menos que Nada; de Ana Luiza Azevedo - Antes que o Mundo Acabe; de Gustavo Spolidoro - Ainda Orangotangos; de Otto Guerra - Woody & Stock (dublagem) e de Fabiano de Souza - Cinco Naipes e Telefone de Gelo. Recebeu os prêmios de melhor atriz de curta-metragem no Festival de Cinema Brasileiro de Miami pelo filme O Sanduiche, e o prêmio Assembléia Legislativa de melhor atriz pelo filme Cinco Naipes. Para a TV fez No Balanço, direção Mirela Kruel e Lá Longe, direção de Juliano Carpeggiani, ambos do projeto Histórias Curtas da RBS; Mulher de Fases, série para a HBO dirigida Por Ana Luiza Azevedo e Marcio Schoenardie e o especial para a TV Globo Homens de bem, dirigido por Jorge Furtado. Atualmente é professora de teatro na Fundação Municipal de Artes de Montenegro-FUNDARTE.

 

Daiani Picoli

Nome Artístico: Nina Picoli é Licenciada em Teatro,  pela  Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs), no qual foi contemplada com Láurea acadêmica. É Performer e professora de Teatro. É Integrante do COLETIVO ERRÁTICA desde 2014, tendo participado como atriz no espetáculo Ramal 340: sobre a migração das sardinhas ou porque as pessoas simplesmente vão embora (2015), do espetáculo MacBodas: tequila, guacamole y algo más (2015), todos sob a direção de Jezebel de Carli.  Atuou, de 2014 a 2015, como pesquisadora-performer no projeto de extensão Outras Rotas, financiado pela PRO-reitoria de extensão da Uergs e coordenado pela prof. Me. Jezebel Maria Guidalli De Carli.   Foi Pesquisadora do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) - Capes/Uergs, de 2014 a 2016, coordenado pelo prof. Me. Carlos Roberto Mödinger e pela prof. Me. Marli Susana Carrad Sitta. Em 2016, realizou apresentações do espetáculo Ramal 340: sobre a migração das sardinhas ou porque as pessoas simplesmente vão embora, e ainda no mesmo ano cumpriu temporada, composta por 8 apresentações no Teatro Renascença em Porto Alegre. Por este trabalho, recebeu indicação na categoria de melhor atriz coadjuvante ao Prêmio Açorianos, espetáculo este que foi contemplado com o prêmio de Melhor espetáculo, Melhor cenografia e Melhor figurino. Em cinema, atuou como atriz no documentário Un Bacio su Cristo, il Santo su Pozzo, dirigido por Fernando Menegatti. Em televisão, participou como atriz da série Bocherios, dirigida por Boca Migoto e da série Sapore D’Italia, também dirigido por Boca Migoto. Atualmente é professora de Teatro na Fundação Municipal das Artes de Montenegro – FUNDARTE.

 

Vice-Diretora do Segmento Pedagógica

Júlia Maria Hummes

Mestre em Educação Musical pelo PPGEMUS/UFRGS, Licenciada em Educação Artística, com habilitação em Música/UFRGS. É Vice Diretora do Segmento Pedagógico da Fundação Municipal de Artes de Montenegro/FUNDARTE. Tem experiência na área de Educação Musical, atuando principalmente nos seguintes temas: música, produção artística e supervisão de estágios.

 

Coordenadora de Ensino

Márcia Pessoa Dal Bello

Doutora em Educação pelo PPGEDU/FACED/UFRGS. Mestre em Educação pelo PPGEDU/UNISINOS. Especialista em Psicopedagogia/ULBRA. Graduada em Pedagogia, com Habilitação em Supervisão Escolar, pela Universidade Mackenzie/SP. É Coordenadora de Ensino na Fundação Municipal de Artes de Montenegro/FUNDARTE. Pesquisadora e membro do Grupo de Pesquisa Estudos em Educação Teatro e Performance-GETEPE/PPGEDU/FACED/POS; tem experiência na área de Educação, com ênfase em Métodos e Técnicas de Ensino, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação, Arte, Saberes Pedagógicos e Formação Docente.

 

 

Corpo Docente (2)

PROFESSORES DA FUNDARTE

ARTES VISUAIS


Marina Reidel


Mestre em Educação pelo PPGEDU/UFRGS; Especialista em Psicopedagogia pela UCB. Graduada em Licenciatura Plena em Artes Visuais/FEEVALE. Ativista dos Direitos Humanos LGBT e colaboradora da ONG SOMOS. Desenvolve pesquisas e discussões de Gênero e Sexualidade.

Patriciane Born


Mestre em Educação pelo PPGEDU/UFRGS. Especialista em Pedagogia da Arte/PPGEDU/UFRGS,Graduada no Curso de Licenciatura em Artes Visuais, pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul/UERGS. Atua como docente nas Oficinas I Básica e II e III, do Curso Básico de Artes Visuais da FUNDARTE.

DANÇA

Augusta Dreher Nabinger


Graduada no Curso Licenciatura em Dança, da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - UERGS. É formada pelo Curso Básico de Dança da FUNDARTE e teve como mestres os professores Débora Brandt Alencastro, Itiberê Alencastro, Sílvia da Silva Lopes e Suzana Schoellkopf. Participou de diversos espetáculos da instituição e atualmente é bailarina do Grupo de Dança da FUNDARTE representando a Fundação em festivais e concursos de dança em todo o estado. Atualmente é professora de dança na Fundação Municipal de Artes de Montenegro - FUNDARTE, onde organiza, juntamente com o grupo de professores de dança da Fundarte, os espetáculos de dança.


Débora Brandt Alencastro


Especialista em Dança pela Pontifícia Universidade Católica-PUC/RS, com a pesquisa sobre "A influência do ballet clássico na lateralidade e direcionalidade na criança em fase pré-escolar". Graduada pelo Curso Superior de Tecnologia em Dança/ULBRA, com o tema de conclusão "O Ballet Clássico como auxílio no desenvolvimento da criança contemporânea em fase pré-escolar". Foi aluna do Curso Básico de Dança da FUNDARTE e teve também como mestres a professora Cecília Bazzotti, Vitória Milanez, Simone Geremia, Simone Togni , Augusto Geremia. Participou do Palco e Cia Danceworks, com a direção de Gisele Meinhardth, onde recebeu o Prêmio Açorianos de melhor Espetáculo de Dança/Ballet clássico em 2000. Participou de alguns concursos com a parceria de Itiberê Alencastro, sendo que conquistou em 2002 a pontuação máxima em Pas de Deux Clássico no Festival Internacional de Danças da Amazônia. Participou de vários espetáculos como Ruas & Passarelas, Construção, Meu Pequeno grande Mundo, Desencanto, Por você, entre outros. Atualmente é coordenadora do Curso de Dança da FUNDARTE, professora de dança na Fundação Municipal de Artes de Montenegro-FUNDARTE, onde coordena o Grupo de Dança e organiza, juntamente com o grupo de professoras da instituição, os espetáculos anuais de dança.

Itiberê Alencastro


Graduando no Curso de Licenciatura em Dança, da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul/UERGS. Iniciou seus estudos de dança na Escola de Ballet Maria Júlia da Rocha, em Porto Alegre. Freqüentou o Curso de Danças Clássicas da Fundação Teatro Guaíra, em Curitiba, com direção de Carla Reinecke Tavares. Neste período atuou como bailarino no Corpo de Baile oficial do Ballet Teatro Guaíra, sob direção de Carlos Trincheiras (Portugal). Atualmente é bailarino, fotógrafo, professor do Ballet Vera Bublitz em Porto Alegre, professor do Curso Básico de Dança da FUNDARTE e Coordenador do Grupo Experimental de Dança da FUNDARTE.

Patrick Aozani Moraes


Professor, pesquisador, bailarino e coreógrafo. Licenciado em Dança e Pós-Graduando em Educação Musical pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – UERGS. Formado em Ballet Clássico pela Fundação Municipal de Artes de Montenegro – FUNDARTE, onde atualmente é professor. Atua como bailarino na "Malma" Cia de Dança" de Novo Hamburgo; no Grupo de Dança da Fundarte e na Troupe Xipô Dança-Teatro. É bailarino fundador do grupo “Singulativo Artístico”, este que se destina a desenvolver pesquisas performativas em dança. Participou de diversos congressos e seminários de formação de bailarinos e professores de dança. Em 2013 começou a desenvolver um trabalho solo sob orientação da profº Drª Cibele Sastre.


Suzana Schoellkopf


Graduada no Curso de Licenciatura em Dança, da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul/UERGS. Foi aluna do Curso Básico de Dança da FUNDARTE e teve também como mestres Yole P. Hauck, Sayonara Pereira, Carlota Albuquerque, Leta Etges, Bill Cratty (USA), Jeanne Ruddy (USA) Cristine Brunnel (Alemanha), Nestor Monastério, entre outros. Atuou como bailarina no grupo artístico independente TERPSI, onde participou das montagens: As Quatro Estações, As Três Parcas, Quem é?, Lautrec...Fin de Siécle. Atuou em peças infantis de dança: Rosa Maria no Castelo Encantado, participação no musical Tangos e Tragédias, Ubu Rei, A Bela e a Fera, Os Saltimbancos, O Mágico de Oz, entre outros. Atualmente é professora de dança na Fundação Municipal de Artes de Montenegro onde organiza, juntamente com o grupo de professores de dança da FUNDARTE, os espetáculos de dança.

MÚSICA


Adriano Persch


Especialista em Educação a Distância pela Unidade do SENAC/Educação a Distância; Graduado no Curso de Licenciatura em Música, pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul/UERGS, tendo como instrumento principal o Acordeom. É professor de Acordeom no curso Básico na Fundação Municipal de Artes de Montenegro/FUNDARTE, atuando como professor assistente de Música Popular do Brasil na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. É coordenador e integrante do grupo instrumental Quinteto Persch.


Eduardo Vagner Soares Pastorini

Doutor e Mestre no Programa de Pós-Graduação em Música da UFRGS, na área de Práticas Interpretativas (violão), onde concluiu sua dissertação de mestrado sobre o processo de leitura à primeira vista no violão; Bacharel em Música (ênfase em violão) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Atua na docência do instrumento desde 1998. É professor de violão no curso Básico da Fundação Municipal de Artes de Montenegro-FUNDARTE. Paralelamente mantém atividades artísticas ligadas à performance de repertório solo e camerístico do violão.

Cynthia Barcellos

Bacharel em Música com habilitação em canto pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, sob orientação da professora Luciana Kiefer. Participou de seu primeiro festival internacional de música nativista, como intérprete solista vocal, aos 10 nos, sendo agraciada com vários prêmios desde então. Aos 15 anos de idade ingressou no Coro Sinfônico da OSPA, em 2005, participando de obras como "Carmina Burana" de Carl Orff, "Réquiem" de Verdi e "9ª Sinfonia" de Beethoven, entre outras. Começou seus estudos com o professor Decápolis de Andrade e iniciou sua carreira como solista em 2006, com a obra "Serenate to Music" de Vaughan Williams, executada pela OSPA. No mesmo ano foi solista da Orquestra jovem da OSPA, sob regência do Maestro Túlio Belardi em uma turnê pelo estado, cantando também no Festival de Cinema de Gramado. Desde 2008 compõe o "Duo Cantilena", com o violonista clássico Thiago Kreutz. Já esteve sob a regência do Maestro Manfredo Schimiedt e em 2008 atuou como solista da obra "Fantasia Coral" de Beethoven, sob a regência do Maestro Isaac Karabtchevsky.

Diego Herencio

Licenciado em música pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - UERGS, professor de contrabaixo da Fundação de Artes de Montenegro – FUNDARTE em Montenegro - RS, na cidade de Taquari - RS é Professor de Música na Escola Mérito, professor de música no Lar São José e Maestro da orquestra Jovem do Projeto FORMARE na empresa DURATEX. Músico profissional com uma consolidada carreira ao lado de artistas como Wilson Paim, Pirisca Greco, Teixeirinha Filho, Ricardo Porto e Toninho Horta, além de grupo como Fênix, The Trio e Porto Jazz dentre outros. Arranjador e produtor musical.

Hoje com o foco principalmente voltado para educação musical.

Fernanda Anders

Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Maria-UFSM; Mestre em Educação pelo PPGEDU/FACED/UFRGS; especialista em Psicomotricidade Relacional pelo Instituto La Salle, Graduada em Licenciatura em Educação Artística, Habilitação: Música/UFRGS, tendo como instrumento principal a Flauta Doce. É professora de Flauta Doce na Fundação Municipal de Artes de Montenegro/FUNDARTE, professora auxiliar de flauta doce, na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul/UERGS. É professora de Educação Musical no Ensino Fundamental I do Colégio Espírito Santo- Canoas. Regente da Orquestra Infanto-Juvenil. Atua também como professora de Flauta Doce do Centro Inclusivo de Artes Legato - Canoas.

Heine Wentz


Bacharel em Música, com habilitação em Violino, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul/UFRGS. Atualmente é Professor de violino da Fundação Municipal de Artes de Montenegro/FUNDARTE.


Karin Lorenz


Teve o primeiro contato com o violino na Fundação Municipal de Artes de Montenegro - Fundarte (Montenegro, RS), aos seis anos de idade. Anos mais tarde, retomou o estudo de violino pelo método Suzuki com Irving Feldens na então Escola Evangélica Ivoti (Ivoti, RS) em 1995, paralelamente ao curso de magistério. Desde então, tem participado de encontros e festivais de música para jovens instrumentistas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Alagoas, Brasília-DF, Chile e Estados Unidos,  como aluna ou como docente. De 2000 a 2005 cursou a licenciatura em música na UFRGS, sendo aluna de violino das classes de Hella Frank e Fredi Gerling. No método Suzuki, possui certificados de teacher-training promovidos pela SAA (Suzuki Association of the Americas) em todos os dez livros do método para violino. Em 2013, concluiu o mestrado em pedagogia do violino pela Texas Tech University (Lubbock, TX), onde estudou violino com Annie Chalex-Boyle e foi bolsista-assistente por dois anos no projeto social desta universidade para o ensino coletivo de cordas, sob a orientação do professor Bruce Wood. Além de aulas individuais e coletivas de violino, sua experiência pedagógica inclui a atuação como professora de música nas séries iniciais; na Fundarte, atuou também como professora de teoria musical e regente de grupos instrumentais do Curso Básico. Integra a Orquestra de Câmara Fundarte desde setembro de 2013, sob a regência do maestro Antonio Borges-Cunha.


Josemir Valverde


Doutor e Mestre em Música pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Graduado em Composição e Regência pela Universidade Federal da Bahia (2004). Atuou como professor de história da música no Instituto de Teologia da Faculdade Social da Bahia (2003-2005), professor de violoncelo e regente no Instituto Sonarte – RS (2012-2015). Foi também professor do Instituto Superior de Educação Ivoti (2013-2014), onde ministrou as disciplinas Linguagem e Estruturação Musical III e IV, Educação Musical em Espaços não Escolares, Percussão e Seminário de Aprofundamento I e II. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Composição Musical, atuando principalmente nos seguintes temas: composição musical e arranjo, instrumentação e orquestração, linguagem e estruturação musical, análise musical e música do século XX, história da música, metodologia cientifica. Atualmente é professor de violoncelo da Fundação Municipal de Artes (FUNDARTE Montenegro-RS)


Júlia Maria Hummes


Mestre em Educação Musical pelo PPGEMUS/UFRGS, Graduada no curso de Licenciatura Educação Artística, com habilitação em Música/UFRGS. Atualmente é Vice Diretora do Setor Pedagógico da Fundação Municipal de Artes de Montenegro/FUNDARTE. Tem experiência na área de Educação Musical, atuando principalmente nos seguintes temas: música, produção artística e supervisão de estágios.

Luciano Rhoden


Graduando no curso de Licenciatura em Música da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul/UERGS, tendo como instrumento principal o acordeon. Curso de Qualificação profissional de 2º Grau em Instrumento Musical (acordeon) na FUNDARTE. Atua como acordeonista em vários grupos de danças folclóricas e participou da gravação de vários Cds, entre eles: "Vem Namorar"- Os Gaúchos – 1997; "Campeiro por Demais"- Gaudérios do Vale – 1999;"Aos meus Amigos" – Adalberto Teixeira da Silva Filho –2000; Alisson & Allan – 2000; Banda Hoppus – 2001; "Momentos"- Musical Bom de Baile – 200; "Volume 7"- Musical Amazônia – 2001; "Ação Comunitária Vol. 1"- FUNDARTE – 2001;"A Emoção de ser Gaúcho"- Coletânea Gaúcha da Rádio Emoção FM- 2002;Festival "Escaramuça da Canção Gaudéria" – 2002; Festival "Cante e Encante seu CTG" – 2002; "Ação Comunitária Vol. 2"- FUNDARTE – 2002; "Saudades desse Amor"- Garotos do Baile – 2003;"Bate Coxa"- Musical Trânsito Livre – 2003; "Por um Mundo Melhor"- Ateliêr Livre Municipal de Novo Hamburgo – 2003; "Sonho Perdido" Jair Marques e Marcelo – 2003; "Volume 8" Banda Amazônia – 2003;Coral Vale dos Vinhedos – 2004; "Amor do Passado" Banda Estrela Show – 2004; "Desejo" Volume 13 Miramar Show – 2004; "A Vocês de Coração" Banda Super Produção – 2005; "Volume 14" Miramar Show – 2005; "Alles Tchê" Mauro Harff – 2005;"Volume 2" Banda Garotos do Baile – 2005; Festival Sepé Tiaraju e o povo Guarani – 2006; "Volume 1" Banda Rota do Som – 2006. É professor de acordeon na Fundação Municipal de Artes de Montenegro-FUNDARTE, atuando como docente de Elementos da Linguagem Musical e acordeons. Coordena o Coro Saber Viver formado por senhoras da terceira idade. É membro do grupo instrumental Quinteto Persch.

Luis Renato Batista


Professor e Instrumentista (TROMPETE). Graduado em Licenciatura (IPA 2010). Atuou como instrumentista em diversas Orquestras e Bandas, entre elas: Orquestra IPA, Orquestra Unisinos, Banda Sinfônica de Porto Alegre, Orquestra Theatro São Pedro, Orquestra Nó na Madeira, Coral IPA, Meninos Cantores de Porto Alegre, Bebeto Alves, Nei Lisboa, Hique Gomes, Luiz Carlos Borges, Armandinho, Izmália, Ana Lonardi, Produto Nacional, Chimarruts, Solon Fishbone, entre outros. Professor na Casa da Música de Porto Alegre e FASC. Atividades Profissionais atuais:  Prefeitura Municipal de Porto Alegre; Músico Instrumentista da Banda Sinfônica Municipal de Porto Alegre; Professor de Trompete na Casa de Música de Porto Alegre; Músico Instrumentista das Bandas: Produto Nacional e Armandinho; Diretor Artístico da Banda Sinfônica Municipal de Porto Alegre; Produtor e Arranjador Musical; Professor de Sopros na Fundação Municipal de Artes de Montenegro-FUNDARTE.

Marcelo Bruno


Especialista em Música pela Rotterdams Conservatorium (Holanda) e Bacharel em Música, com habilitação em Clarinete, pela universidade Federal do Rio Grande do Sul/UFRGS. Professor de clarinete e saxofone da FUNDARTE, regente da Orquestra de Sopros da FUNDARTE, coordenador da Orquestra de Sopros Eintracht, clarinetista da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre/OSPA.

Marcelo Ohlweiler

Especialista em Gestão Cultural –SESC, Graduado no Curso de Licenciatura em Música Universidade Estadual do Rio Grande do Sul-UERGS, realizou Curso de Extensão em Guitarra Birminghan Academy of  Music Inglaterra, Técnico em Educação Musical pela Fundação Municipal de Artes de Montenegro-Fundarte. Produziu e gravou CDs: Esfera (Insite) Engrenagens (Insite) e Paisagens (solo).

Maria Amélia Benincá Farias

Bacharel em piano pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Iniciou seus estudos musicais no teclado, aos 8 anos de idade, em Caxias do Sul, sua cidade natal. Iniciou seus estudos ao piano com 15 anos e, em 2008, iniciou a faculdade de música na UFRGS. Graduou-se em 2013, sob orientação da Profª Drª Cristina Capparelli Gerling. Durante a graduação, participou de festivais no Brasil e nos EUA e teve contato com pianistas de diversos lugares do mundo nas masterclasses oferecidas pela universidade. Também atuou ativamente como bolsista de Iniciação Científica, contribuindo para as pesquisas no repertório para piano de músicas latino-americanas. Desde 2011, dá aulas de piano e acompanha ao piano regularmente cantores e instrumentistas. Em abril de 2014, passa a integrar o corpo docente da Fundação Municipal de Artes de Montenegro-FUNDARTE, como professora de piano e teclado.

Matheus Kleber

Graduado em Música, com Habilitação em Composição Musical, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS. Começou seus estudos musicais na FUNDARTE, aos 7 anos de idade. Posteriormente, em 2006, radicou-se em Porto Alegre, onde graduou-se em composição pela UFRGS. Juntamente com o músico Pedro Franco, lançou seu primeiro CD com composições próprias, o trabalho que recebe o título de IDA teve 5 indicações para o prêmio açorianos. Além do duo com Pedrinho, integra o grupo Xquinas, que em 2008 lançou o DVD Xquinando na Travessa Azevedo 79. Ainda no âmbito da música instrumental, atua ao lado de músicos consagrados da música gaúcha como Marcello Caminha, e na Trinca, projeto desenvolvido juntamente com os músicos Angelo Primon e Marcelo Corsetti.

Matheus é um dos músicos mais requisitados para gravações no Rio Grande do Sul, e já dividiu o palco com nomes importantes do cenário musical, entre eles: Arrigo Barnabé, Ana Prada, Andréa Cavalheiro, Richard Serraria, Gelson Oliveira, Nelson Coelho de Castro, Mônica Tomasi, Neto e Ernesto Fagundes, Victor Hugo, Daniel Torres, Adriana Defentti, Filipe Catto, Geraldo Flach, Quinteto Perch, Orquestra Eintrach, Orquestra da UNISINOS e Orquestra de Câmara do Theatro São Pedro.

Atualmente, além de suas atividades como músico, coordena três grupos na FUNDARTE: o Conjunto Instrumental, o Grupo Cordas e o Grupo de Choro da

UNDARTE.

Rodrigo Endres kochenborger:

Bacharel em Música, com Habilitação em Regência Coral pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atua como professor de Elementos da linguagem musical na Fundarte de Montenegro e rege o Coro Cantarte e o Coro Criarte da mesma instituição. Coordena as oficinas terapêuticas do projeto "Maluco in Concert" de Lajeado, que recebeu o "Premio Gestor Publico 2013" e  6º Lugar na IV Mostra SUS de Atenção Básica em Brasilia. Participou respectivamente de festivais internacionais de folclore na Russia e Romênia em 2012 e 2013 . Já regeu os coros municipais de Pareci Novo, Maratá e Harmonia, e os corais Vozes de Montenegro  e o Coral de Santos Reis. Atuou também como professor de acordeon, do projeto Orquestra Brasileira de Porto Alegre patrocinado pela Tim, e no Programa de Apoio a meninos e meninas em situação de rua ‘Proame” em São Leopoldo.  

Rosimari de Souza Oliveira


Especialista em canto pelo Conservatório Superior de Música de Barcelona/Es. Bacharel em Música com habilitação em Canto pela Universidade Federal de Santa Maria/UFSM. É professora de Canto no curso Básico da FUNDARTE. Como cantora tem participado de vários concertos com Orquestras como a SESI/FUNDARTE, OSPA, Unisinos, São Pedro em vários Municípios do Estado e do País e no exterior. Estreou na ópera Der Freischütz de Weber no papel de Agathe em Valladolid/Es.

Ranielly Boff Schaffer


Pós-graduando do Curso de Especialização em Educação Musical da UERGS (Universidade Estadual do Rio Grande do Sul) e egresso do curso de Graduação em Música: Licenciatura da mesma universidade, tendo em sua formação ênfase em Piano. Durante sua formação atuou como pesquisador através de investigações subsidiadas pelo CNPq, FAPERGS e também foi bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência (PIBID). Faz parte do "Grupo de Pesquisa em Educação Musical diferentes tempos e espaços" coordenado pela Profª Dra. Cristina Rolim Wolffenbüttel. Durante sua participação em eventos foi premiado como destaque em três eventos científicos, o XIII Salão de Iniciação Científica da PUC, o VI Salão de Extensão da UNIVATES e o III Encontro Latino-americano de Educação, nos quais apresentou trabalho no formato de Comunicação Oral. Trabalha atualmente como professor particular de piano, pianista acompanhador e professor de piano na Fundação Municipal de Artes de Montenegro (FUNDARTE).


Sandra Rhoden


Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) , Graduação em Música: Licenciatura pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS) e graduanda em Artes Visuais pela mesma Universidade. Atualmente é professora da Fundação Municipal de Artes de Montenegro - FUNDARTE e professora convidada do Curso de Especialização em Educação Musical para Professores da Educação Básica na UERGS. Tem experiência na área das Artes, com ênfase em Educação Musical e Artes Visuais, atuando principalmente nos seguintes temas: musicalização infantil, educação infantil, iniciação às artes, pedagogia do piano e formação de professores. Desde 2013 é coordenadora do Polo FUNDARTE Arte na Escola.


Thiago Kreutz


Mestre em Música no Programa de Pós-Graduação em Música da Universidade Federal de Goiás-UFG, em Goiânia, sob orientação do prof. Dr. Eduardo Meirinhos. Bacharel em Música pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com Habilitação em Violão, onde formou-se na classe do prof. Paulo Inda. Foi um dos vencedores do concurso Jovens Solistas da Orquestra De Câmara da FUNDARTE em 2011. Dedica-se especialmente à música de concerto, atua como solista e músico de câmara. Entre suas atividades em música de câmara destacam-se os duos com a soprano Cynthia Barcelos e o violinista Kauê Trojan. 

TEATRO

Janaina Kremer


Atriz e professora de teatro. Mestre em Educação pelo PPGEDU/FACED/UFRGS, com a pesquisa na área de atuação teatral. Graduada no curso de Licenciatura em Teatro, na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul/UERGS. Iniciou sua formação no TEPA e fez cursos de aperfeiçoamento com Maria Helena Lopes, Maria Lucia Raymundo, Thomas Leabheart, Vladimir Granov, Gennadi Bogdanov, Jeremy James, Ricardo Pucceti, Ana Elvira Wuo, Georgete Fadel, entre outros. Participou, durante um ano, do Grupo de Prática Sobre o Tarbalho do Ator, coordenado por Tatiana Cardoso. Dentre os espetáculos teatrais nos quais atuou destacam-se Vladimir e Estragon, Tragikós, Ensaio, Álbum do desejo - todos sob a direção de Marco Fronchetti. No cinema atuou em filmes de Jorge Furtado - Saneamento Básico, o filme, Houve Uma Vez Dois Verões, O Sanduiche; de Beto Brant - Cão sem Dono; de Carlos Gerbase - Sal de Prata e Menos que Nada; de Ana Luiza Azevedo - Antes que o Mundo Acabe; de Gustavo Spolidoro - Ainda Orangotangos; de Otto Guerra - Woody & Stock (dublagem) e de Fabiano de Souza - Cinco Naipes e Telefone de Gelo. Recebeu os prêmios de melhor atriz de curta-metragem no Festival de Cinema Brasileiro de Miami pelo filme O Sanduiche, e o prêmio Assembléia Legislativa de melhor atriz pelo filme Cinco Naipes. Para a TV fez No Balanço, direção Mirela Kruel e Lá Longe, direção de Juliano Carpeggiani, ambos do projeto Histórias Curtas da RBS; Mulher de Fases, série para a HBO dirigida Por Ana Luiza Azevedo e Marcio Schoenardie e o especial para a TV Globo Homens de bem, dirigido por Jorge Furtado. Atualmente é professora de teatro na Fundação Municipal de Artes de Montenegro-FUNDARTE.

Coordenação de Ensino


Márcia Pessoa Dal Bello


Doutora em Educação pelo PPGEDU/FACED/UFRGS. Mestre em Educação pelo PPGEDU/UNISINOS. Especialista em Psicopedagogia/ULBRA. Graduada em Pedagogia, com Habilitação em Supervisão Escolar, pela Universidade Mackenzie/SP. É Pesquisadora e Coordenadora de Ensino da Fundação Municipal de Artes de Montenegro/FUNDARTE. É membro do Grupo de Pesquisa Estudos em Educação Teatro e Performance-GETEPE/PPGEDU/FACED/POS; tem experiência na área de Educação, com ênfase em Métodos e Técnicas de Ensino, atuando principalmente nos seguintes temas: educação, arte, saberes pedagógicos e formação docente.

 

História

 

FUNDARTE 45 ANOS DE HISTÓRIA

A FUNDARTE completou em 2018, 45 anos de atividade. O início da FUNDARTE foi em 1910. Depois de um período fechado, o conservatório foi reaberto em 02 de julho de 1959, durante a gestão do Prefeito Hélio Alves de Oliveira. Depois de mais um período fechado, no dia 07 de junho de 1973, durante os festejos do Centenário de Montenegro, o Conservatório foi reaberto pelo então prefeito Roberto Atayde Cardona e a iniciativa da Prof.ª. Therezinha Petry Cardona, que ocupou a Direção Executiva da Instituição de 1973 a 2000. A partir da reabertura, iniciaram-se as atividades com aulas de piano e de teoria musical, em quatro salas da antiga prisão municipal. Em 21 de novembro de 1981, o Conservatório passou a fazer parte do complexo Centro Cultural de Montenegro, transferindo-se para sede própria, junto à Biblioteca Pública e ao Teatro Municipal. Em 1º de outubro de 1984, foi criada a Fundação Municipal de Artes de Montenegro - FUNDARTE, instituição pública de direito privado, sem fins lucrativos, com o objetivo de manter uma escola de artes, o que vem acontecendo ao longo desses 45 anos, em que a Instituição tem sido responsável pela difusão e o desenvolvimento de várias manifestações artísticas na região.

Desde 2016 a FUNDARTE tem como diretor executivo André Luís Wagner. Ocuparam a direção executiva antes dele: 1973 a 2000- Therezinha Petry Cardona; 2000-2004- Gilberto Icle; 2004 a 2012- Isabel Petry Kehrwald e de 2012-2016- Júlia Maria Hummes.

Atuando como Escola de Artes, proporciona ensino e pesquisa nas quatro áreas da expressão artística - Artes Visuais, Dança, Música e Teatro - a Fundação recebe anualmente centenas de alunos, com idade entre 3 e 96 anos.

A instituição conta também com diferentes grupos artísticos, formados por alunos, professores e convidados. Estes oportunizam a participação em grupo e tocar em conjunto, além de divulgar o trabalho da FUNDARTE realizando apresentações. São eles: Grupo de Teatro FUNDARTE; Grupo Cordas; Grupo de Dança; Grupo Experimental de Dança; Grupo de Jazz; Coro Cantarte; Coro Criarte; Coro Saber Viver; Conjunto Instrumental da FUNDARTE; Camerata Montenegro; Orquestra de Sopros; Guitarband e Grupo de Choro.

Na parte de projetos, a FUNDARTE desenvolve iniciativas de descentralização e inclusão, o que amplia o alcance das atividades desenvolvidas pela fundação. Hoje a instituição desenvolve os seguintes projetos:

- O Projeto Dançar prevê atendimento de crianças, em situação de vulnerabilidade social, em aulas de Ballet Clássico e acompanhamento do rendimento escolar. São 150 crianças atendidas com o acompanhamento pedagógico necessário para a melhoria do desempenho, inclusive escolar.

- Projeto Cordas prevê aulas de violino, viola, violoncelo ou contrabaixo, além da montagem e manutenção de uma orquestra de cordas com crianças de baixa renda.

- O Projeto Ação Comunitária FUNDARTE é uma ação de descentralização das ações socioeducativas da instituição. Visa levar oficinas de diferentes áreas das artes às comunidades periféricas de Montenegro e região, implantando o trabalho em escolas, associações de bairros, igrejas e outros centros comunitários.

- Me Inclua Nessa é um projeto de inclusão de portadores de necessidades especiais, através do qual a FUNDARTE oferece vagas nas áreas de artes visuais, dança, música e teatro. Busca proporcionar a crianças, jovens e adultos, portadores de necessidades especiais, oportunidade de crescimento pessoal através da arte, contribuindo para a formação de um cidadão mais participativo inserido na sociedade: são 25 vagas distribuídas entre artes visuais, música, teatro e dança.

- Saber mais é um projeto que disponibiliza algumas vagas para alunos com experiência anterior nas artes e que busca na FUNDARTE um aprimoramento de seus conhecimentos. Para este ingresso existe uma prova de seleção para classificar o nível do candidato: são 16 vagas na área de música

Possui vários parceiros para realizar seu trabalho de forma mais eficiente e eficaz, entre eles a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – UERGS, que desde 2002, realiza, de forma conjunta, quatro cursos superiores na área da arte: Graduação em Artes Visuais, Graduação em Dança, Graduação em Música e Graduação em Teatro, todos na modalidade licenciatura; o Instituto Arte na Escola/Fundação Iochpe/SP, para a manutenção do Polo FUNDARTE do Projeto Arte na Escola que recebeu em 2000, 2003 e 2017 o Prêmio Nacional Arte na Escola Cidadã por Projetos de ensino realizados por seus participantes. É parceiro da FUNDARTE também o SESC/RS para a realização de eventos culturais.

Sempre fiel a sua proposta de educar através e com a Arte, atuando como agente formador e multiplicador de cultura, a FUNDARTE vem, ao longo de sua história, promovendo eventos abrangentes e de nível nacional, como o Seminário Nacional de Arte e Educação, que está na 26ª edição, e o Salão de Arte 10x10, que está na 6ª edição, uma proposta diferenciada, com foco nos trabalhos dos artistas que se dedicam à produção de obras de pequenos formatos. Nestas oportunidades se reúnem em Montenegro, estudantes, professores, artistas e produtores de arte de todo Brasil e do exterior, tornando a FUNDARTE um polo cultural do nosso Estado e Montenegro a “Cidade das Artes”.

Em 2012 a FUNDARTE foi agraciada com a ORDEM DO MÈRITO CULTURAL, um reconhecimento por seu trabalho tanto na área educativa quanto na área da cultura e promoção social. Em 2018 a Fundação recebeu o Prêmio Educação/ RS na categoria Instituição.

Além disso, a FUNDARTE, desde o ano de 2000, tem a concessão de um Canal de TV Educativo, Canal 53, concedido pelo Ministério das Comunicações, que entrou em funcionamento em 31 de dezembro daquele ano e desde 2012 é afiliada do Canal Futura, da Fundação Roberto Marinho. Tem parceria com a TV UNIVATES, TV FEEVALE, Grupo Progresso e TVE/RS.

Na área das artes visuais tem a Galeria de Arte Loide Schwambach que visa estimular, fomentar, mostrar e difundir a produção artística contemporânea, local, nacional e internacional. Por meio de exposições e mostras, propõe a intersecção entre a pesquisa artística e o ensino da arte. A Galeria tem como base dois princípios: tornar visível a produção dos alunos e professores da FUNDARTE; apresentar produções artísticas contemporâneas e relevantes da comunidade de Montenegro, bem como de outros locais. A ênfase dos trabalhos é a arte contemporânea.

A FUNDARTE conta também com uma editora. Criada em 2001 pelo professor Dr Gilberto Icle, a Editora da FUNDARTE tem como objetivo central publicar obras ligadas a Educação e Arte. Atualmente tem como Editora Gerente a Profª. Ms Júlia Hummes e Editora Geral a Prof.ª Drª Márcia Pessoa Dal Bello. Possui alguns periódicos e também publicações de livros autorais, bem como edita os anais do Seminário Nacional de arte e Educação da FUNDARTE e outros anais ligados a pesquisa. A Revista da FUNDARTE está em sua 25ª Edição e está integrada ao sistema SEER, um sistema internacional de publicações eletrônicas. Tem sua avaliação sistemática pela CAPS e atualmente está classificada na categoria B1 em Artes.

Na área dos eventos, a FUNDARTE oferece anualmente para a comunidade diversos espetáculos, tais como peças teatrais, concertos, shows, espetáculos de dança, exposições e mostras que compõem o calendário anual de eventos culturais da FUNDARTE. A maior parte deles é oferecida de forma totalmente gratuita ao público.

Tudo isto faz da FUNDARTE um dos principais polos culturais da cidade, com promoção de eventos culturais e principalmente com o ensino de Artes.

Coordenação

Órgão Deliberativo:
Conselho Técnico Deliberativo – CTD
Rep. da SMEC: Presidente: Lisiane da Silva Lopes
Rep. da Comunidade: Vice- presidente: Normélia Juliani Faller
Rep. da Comunidade: Emanuelle Garcia Moreira
Rep. da Comunidade: Terezinha Vânia Chassot Angeli
Rep. do Conselho Municipal de Educação: Andreia Machado da Silva

Órgão Consultivo:
Conselho de Curadores – CC
Rep. Ass. Contabilistas: Presidente – Margit Martina Kochenborger Kasper
Rep. dos Pais: Vice-presidente: José de Jesus Cirne da Silva 
Rep. Sec. da Fazenda: Luciane Correa

Conselho de Programação da TV Cultura – Canal 53
Rep. da Comunidade: Presidente – Marcia Helena Schüler
Rep. da Direção Executiva da FUNDARTE: Márcia Pessoa Dal Bello
Rep. da TV Cultura do Vale: Leandro Utzig
Rep. do Conselho Municipal de Cultura: Rogerio Santos
Rep. do Conselho Municipal de Educação: Magda Gislene Machado

Órgãos Executivos:
Direção Executiva: André Luís Wagner
Vice-Direção Executiva – Segmento Pedagógico: Julia Maria Hummes
Vice-Direção Executiva – Segmento Comunicação: Priscila Mathias Rosa
Coordenação Administrativa: Marília Costa Santana
Coordenação de Ensino: Márcia Pessoa Dal Bello
Coordenação de Eventos: Máicon Oliveira de Souza
Coordenação da Secretaria Geral: Ângela Silva de Vargas
Assessoria de Recursos Humanos: Clarissa Moreira Nascimento
Assessoria de Eventos: Laura Wolff de Oliveira
Assessoria de Programação: Leandro Utzig
Coordenadora da Área de Dança: Débora Brandt Alencastro
Coordenador da Área de Música: Rodrigo Kochemborger
Coordenadora da Área de Teatro: Janaína Kremer

Órgão de Apoio - Associação Amigos da FUNDARTE – AAF:
Presidente: Maria Terezinha Kraemer Canello
Vice-presidente: Itiberê Alencastro